Neonatologistas pedem ajuda ao COSEMESC

Em reunião do Conselho Superior das Entidades Médicas (COSEMESC) realizada na terça-feira (08/03), na sede do CRM-SC, médicos neonatologistas do hospital Regional Homero de Miranda Gomes, de São José pediram auxílio dos dirigentes para ampliação de leitos de UTIs neonatais e realização de concurso público.

Segundo o relato dos médicos, o número de leitos é o mesmo do que há 20 anos, quando o setor foi aberto, e não comporta a demanda atual de atendimento da região. Além disso, também existe déficit de funcionários, especialmente os médicos, e a contratação por processo seletivo não tem sido eficiente, sendo necessário concurso público. Afirmaram ainda estarem sobrecarregados e a qualidade do atendimento por falta de estrutura comprometida.

“O Conselho fez uma fiscalização no hospital na semana que passou e em breve teremos o relatório em que poderemos juntamente com o COSEMESC apresentar ao secretário de Saúde para cobrar providências”, afirmou o presidente do CRM SC, Eduardo Porto Ribeiro.

“Esta situação de superlotação e de dificuldades para o bom andamento dos trabalhos também ocorre em todas as UTIs Neonatais das demais regiões do Estado”, disse o presidente do SIMESC, Cyro Soncini, acrescentando que as Entidades devem tentar ajudar a todos.

RPM

Outro ponto de pauta tratado foi os ajustes necessários no Decreto nº 1.752 que trata da Remuneração por Produtividade Médica (RPM) publicado em 18 de fevereiro deste ano. Ficou encaminhado o alinhamento de uma reunião com representantes da SES e médicos. “Há pontos positivos e alguns negativos que precisam de ajustes e explicações. Nós como representantes da categoria precisamos ir em busca das respostas”, ressaltou o presidente do SIMESC, Cyro Soncini.

Na reunião também foi apresentado o novo site do COSEMESC, que em breve será lançado, e discutido encaminhamentos sobre o Fórum das Entidades Médicas de Santa Catarina (Femesc) que será realizado nos dias 1º e 2º de julho, em Criciúma.

 

TEXTO: Assessoria de Imprensa do Simesc

Os comentários estão encerrados.